sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Lançamento no Rio: Livro Dom Luis de Orleans e Bragança - peregrino de impérios


Ocorre na sexta-feira, dia 26 de novembro, na Livraria da Travessa, na Rua Visconde de Pirajá - nº 572 em Ipanema, no Rio de Janeiro, o lançamento do livro "Dom Luis de Orleans e Bragança - peregrino de impérios", de Teresa Malatian.

O evento já conta com expectativa de grande público.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Monarquia Já

Nos 389 anos de Monarquia no Brasil, gozamos do mais amplo progresso, período em que o Brasil se desenvolveu como potência regional, referência no mundo. Quase 400 anos de História Monárquica construíram uma Nação forte, soberana, com identidade bem definida, numa miscigenação única que formou a cor e a cara deste país.   

Os 315 anos em que o Brasil foi colônia renderam um país continental. Foram as evoluções administrativas dos Reis de Portugal que elevaram as terras brasileiras a esta condição, um país grandioso em território, que comparado com o longínquo Continente africano se assemelha em tamanho. A Monarquia portuguesa garantiu a estabilidade política no Brasil colônia, diferentemente do ocorreu na América espanhola, onde aquele território descoberto pela Coroa da Espanha, fragmentou-se em milhares de pedaços. A História da América espanhola confunde-se com a história pessoal de caudilhos, lideres matadores, populistas e guerrilheiros de toda a espécie. No Brasil tudo ocorreu de forma diferente, nossos heróis derivam de grandes lutas, gloriosas conquistas e belas vitórias, no entanto, depois de 1889, por consecutivos governos danosos que afetaram a Pátria brasileira, nossa memória, nossa grandiosa História é vítima dos covardes que querem acabar, a todo o custo, com a dignidade popular.

Nos 7 anos em que o Brasil esteve condicionado a Reino Unido, na mesma posição que o milenar Portugal e o tradicional Algarves, a Nação desfrutou dos ganhos que um Príncipe Regente, as vésperas de se tornar Rei, conferiu-a. Neste período em que o Brasil passou a ser potência natural, em pleno desenvolvimento, Dom João VI investiu nos interesses destas terras tropicais. Naquele momento, El-Rei preparava um Brasil independente, façanha que alguns anos depois, alavancado por ele mesmo, seu filho realizou.

A façanha de 7 de setembro, que criou definitivamente a nacionalidade brasileira, foi marco inicial para o Brasil de hoje. Pujança, riqueza, abundância, num período em que a Nação protagonizou uma época áurea. Nestes 67 anos monárquicos independentes, o país criou o corpo da Democracia, referência da vida pública, onde as liberdades eram amplas: liberdade com responsabilidade. Era um período de respeito a vida, as coisas públicas, aos cidadãos, ao Imperador e ao Brasil. O poder público, o Imperador, o Senado do Império, a vida pública, inspiravam respeito, diferentemente de ontem, hoje o poder público, o presidente da república, o senado e a câmara federal, a vida pública em si, inspiram respectiva e verdadeiramente, nojo!

Dom Pedro II é lembrado no mundo por seus exemplos, exemplos da boa governança.

Os 121 anos de república tentaram apagar tudo de bom que o Brasil conseguiu, tentaram apagar as conquistas populares, tentaram diminuir os brasileiros, fazer com que o povo esquece-se de sua História, de sua tradição. O que é um povo sem História, sem tradição, sem memória, sem vida?

Apesar de todos os esforços em subordinar o Brasil e seu povo à conduta republicana, corrupta, errada, essencialmente fraudulenta, o Brasil e os brasileiros são monárquicos e assim como este regime, são honestos, certos, essencialmente bons. As recentes alegrias a que cada um dos brasileiros pôde ter acesso com a visita de Dom Antonio à Sergipe e a de Dom Rafael à Bahia, são provas que os 121 anos de república não são nada ou são apenas lixo, e que não apagaram o sentimento grandioso e belíssimo da Monarquia.

Dom Antonio foi recebido na histórica Laranjeiras pelo povo e pelas autoridades, com orquestra sinfônica, cerimonial e protocolo, mudando a rotina daquele município. Foi memorável, há a certeza de que o Príncipe e o Povo daquela cidade guardam a melhor impressão da data. Em Aracaju o mesmo se repetiu. A comoção popular nos remete aos tempos do Império. É realmente emocionante.

Já, Dom Rafael, que, se as circunstâncias sucessórias permitir e assim se comprometer, assumirá futuramente a Chefia da Casa Imperial, foi emblematicamente recebido na Bahia com animação esperançosa, no que se pode considerar como sendo sua primeira viagem oficial como Príncipe dinasta, estando sozinho, ou seja, sem companhia dos tios ou dos pais. É um prenúncio dos bons tempos e um grande sinal de que ele, assim como o seu saudoso irmão; Dom Pedro Luiz, aceita de muitíssimo bom grado a sua grande responsabilidade, imposta para o bem de todos e evolução da Pátria do Brasil.

Hoje mesmo, Sua Alteza, o Príncipe Dom Rafael será recebido às 15 horas na Fundação Instituto Feminino, por Sua Eminência, o Cardeal Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Geraldo Majella, na Bahia.

Os acontecimentos, os eventos, as ocorrências a qual os Príncipes Dom Luiz; estimado Imperador de direito do Brasil, Dom Bertrand; Príncipe Imperial, Dom Antonio e Dom Rafael, fazem parte, são uma amostra do apreço, da reverência e da esperança do povo brasileiro com relação à Monarquia adormecida.

Neste 15 de novembro, assim como nos outros dias, viva o Brasil Monárquico. Monarquia Já.

domingo, 14 de novembro de 2010

Hoje na História: Falecimento da Princesa Isabel


Há 89 anos falecia a Princesa Dona Isabel, em Eu, na França.

Chefe de Estado Brasileira, primeira Senadora da História do Brasil, libertadora dos Escravos, a Redentora.

sexta-feira, 12 de novembro de 2010

S.E. Dom Geraldo Majela recepciona príncipe da família Orleans e Bragança


"O príncipe Dom Rafael de Orleans e Bragança está na Bahia e na próxima segunda-feira, 15 de novembro, será recepcionado no Instituto Feminino (Rua Monsenhor Flaviano, 02 – Politeama). O Cardeal Arcebispo de Salvador e Primaz do Brasil, Dom Geraldo Majella Agnelo, que é presidente do Instituto também estará presente na ocasião. A visita agendada para às 15 horas será uma oportunidade para o príncipe conhecer o Museu Henriqueta Catharino, um dos mais importantes acervos memoriais de vestuário do Brasil.


Entre as peças que poderão ser apreciadas pelo príncipe está o traje usado pela princesa Isabel no juramento como imperatriz do Brasil. A vestimenta pertence ao acervo do museu e foi uma doação da família Orleans e Bragança a Henriqueta Catharino. A música também fará parte da visita ao Instituto Feminino e o coral da Igreja de Santo Antônio Além do Carmo dará as boas vidas ao príncipe e à comitiva de 20 pessoas que o acompanha.


Em Salvador desde o último dia 12, o príncipe já conheceu o Mosteiro de São Bento, a Igreja do Bonfim e fez um passeio pela Bahia de Todos os Santos. Ao termino da visita, o príncipe terá conhecido alguns locais que refazem a trajetória de Dom Pedro I e Dom Pedro II na cidade.


Dom Rafael de Orleans e Bragança é descendente da família real brasileira, do período em que o país era uma monarquia."

Príncipe está em Aracaju para I Encontro Monárquico de Sergipe


Texto: Janaina Cruz / Foto: Jadilson Simões

"Um autêntico representante da Família Real brasileira está em Aracaju participando do I Encontro Monárquico de Sergipe. Dom Antônio de Orleans e Bragança esteve em Laranjeiras ontem pela manhã, onde participou de uma missa na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus e logo após foi à Câmara de Vereadores, onde houve a posse dos coordenadores municipais do Instituto Brasil Imperial. No final da tarde, ele visitou o Palácio Museu Olímpio Campos, na Praça Fausto Cardoso, em Aracaju.

É a segunda vez que Dom Antônio visita Sergipe. A primeira foi em 1993, quando ele e a esposa passaram por Aracaju, Malhador, São Cristóvão e Laranjeiras. “Estou vendo que Laranjeiras está fazendo um trabalho muito bom de restauração do seu patrimônio histórico. Espero que se consiga apoio financeiro para a continuidade das obras”, ressaltou Dom Antônio, que é bisneto da Princesa Isabel e trineto de Dom Pedro II. Ele disse ainda que ficou muito tocado com a recepção calorosa dos laranjeirenses.

A prefeita Ione Sobral acompanhou o príncipe nas solenidades e falou sobre a importância de receber um representante da Família Real. “Esta visita acontece em um momento feliz porque Laranjeiras está sendo restaurada pelo Iphan, pelo Programa Monumenta, pela prefeitura e pelos governos federal e estadual. Dom Pedro ajudou nossa cidade a crescer e agora o príncipe está vendo que a cultura e o turismo vão tornar o povo de Laranjeiras mais independente”, enfatizou a prefeita.

Para o príncipe, a restauração do patrimônio é um favor que Laranjeiras faz ao Brasil porque contribui para a preservação da história do país. Após a missa celebrada pelo padre Diógenes Oliveira, Dom Antônio foi saudado pela vereadora Maria Borges Santos. Ela lembrou que há 150 anos Dom Pedro II também visitou Laranjeiras, cidade considerada monumento histórico artístico estadual, sendo que alguns bens arquitetônicos são tombados pelo Iphan.

Um dos representantes da monarquia em Sergipe, João Francisco dos Santos, falou que o círculo monárquico está sendo reativado no Estado. “A monarquia é um sistema adormecido. Este encontro é importante para divulgar a permanência da Família Imperial no Brasil e também para contribuir com o desenvolvimento de programas culturais e históricos”, explicou João Francisco.

O I Encontro Monárquico de Sergipe prossegue hoje na capital, com palestras que serão realizadas no Hotel San Manuel, na Orla da Atalaia. Mais informações sobre a monarquia e a Família Real brasileira podem ser obtidas através do site www.brasilim perial. org.br, onde qualquer pessoa pode se cadastrar. Em Sergipe, o contato com representantes do círculo monárquico pode ser feito através do telefone (79) 3214-3019."




Dom Rafael visita a Bahia




Recebido pelos membros da Associação da Nobreza Histórica do Brasil (A.N.H.B.), pela sociedade e por autoridades, Dom Rafael de Orleans e Bragança, 4º na linha de Sucessão ao Trono do Brasil, visita Salvador e outras cidades baianas.

O objetivo dos anfitriões, sobretudo dos dirigentes da A.N.H.B., é levar o Príncipe aos locais por onde passaram os Imperadores Dom Pedro I e Dom Pedro II. O roteiro inclui a Santa Casa de Misericórdia, a Igreja do Bonfim e a Igreja de São Pedro, onde terá a possibilidade de visitar a belíssima imagem de São Pedro de Alcântara, existente naquele templo.

As 20h do dia 13 de novembro, no Yacht Club da Bahia, os membros e amigos da Associação da Nobreza Histórica do Brasil unem-se para um jantar oferecido em honra do Príncipe Dom Rafael. 

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Dom Antonio em Sergipe

"Bisneto da Princesa Isabel participa de Encontro Monárquico em Laranjeiras

Fredson Navarro e Flávio Antunes, de Laranjeiras

Em: SN1
Dom Antonio visita cidades de Sergipe | Foto: Flavio Antunes
A cidade histórica de Laranjeiras está recebendo nesta quinta-feira, 11, a visita do príncipe Dom Antonio de Orleans e Bragança, que é Príncipe do Brasil e de Orleans e Bragança, ele é o terceiro na linha de sucessão ao trono brasileiro. O príncipe chegou com sua comitiva e participa da abertura do I Encontro Monárquico de Sergipe e posse dos coordenadores municipais do Instituto Brasil Imperial que está sendo realizado na sede da Câmara Municipal de Vereadores, em Laranjeiras.

A programação foi iniciada com a recepção na Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, com a participação especial do coral da igreja e acompanhamento pelo órgão de tubos seculares, em seguida, foi realizada uma missa em ação de graças.

Dom Antônio João Maria José Jorge Miguel Gabriel Rafael Gonzaga de Orleáns e Bragança e Wittelsbach é o sétimo filho e sexto varão de D. Pedro Henrique de Orleans e Bragança (1909-1981), ex-chefe da Casa Imperial do Brasil, e de D. Maria Isabel da Baviera (1914–). Seus padrinhos foram o Arquiduque Jorge da Áustria (1905–1952) e a tia materna Princesa Eleonora da Baviera.

'Essa é uma visita para que gerações sergipanas conheçam a história da família real, pois será através dos novos núcleos do Instituto Brasil Imperial, criados em Muribeca, Laranjeiras e Aracaju que todos poderão se atualizar sobre as ações da família real', destaca o Príncipe.


O príncipe é atualmente o terceiro na linha de sucessão ao trono brasileiro, como herdeiro imediato dos direitos dos irmãos D. Bertrand, atual príncipe Imperial, e D. Luís, atual chefe da Casa Imperial e, de jure, imperador do Brasil."

Representante da família de Dom Pedro II visita Laranjeiras

Pelo Jornal Cinform

"O I Encontro Monárquico de Sergipe que acontece nesta quinta-feira, 11, em Laranjeiras contará com a presença do príncipe Dom Antônio de Orleans em Laranjeiras.

Os coordenadores municipais do Instituto Brasil Imperial – IBI – serão empossados durante o evento que será realizado na sede da Câmara Municipal de Vereadores a partir das 11h. A comitiva do príncipe irá visitar os pontos turísticos do município e missa em Ação de Graças na igreja matriz Sagrado Coração de Jesus, coral da igreja e órgão de tubos seculares."

Laranjeiras recebe a visita do príncipe Dom Antonio de Orleans e Bragança


Sergipe

"O município de Laranjeiras nesta quinta-feira,(11), recebe a visita do príncipe Dom Antonio de Orleans e Bragança, que vai substituir o príncipe Dom Bertrand de Orleans e Bragança trineto de Dom Pedro II na abertura do I Encontro Monárquico de Sergipe. Na ocasião haverá a posse dos coordenadores municipais do Instituto Brasil Imperial (IBI), que acontece na sede da Câmara Municipal de Vereadores, em Laranjeiras, a 23 km de Aracaju.

A programação terá início às 08h40min com a recepção na igreja matriz Sagrado Coração de Jesus, com a participação especial do coral da igreja e acompanhamento pelo Órgão de Tubos Seculares. Em seguida, será realizada uma missa em Ação de Graças e, às 11h, o príncipe e a comitiva participam da abertura do evento na casa legislativa municipal.

Está prevista ainda a visita do príncipe e sua comitiva a alguns pontos turísticos e históricos da cidade, a exemplo da igreja da Conceição e teatro São Pedro, locais por onde passaram o imperador Dom Pedro II.

Biografia de Dom Antônio

Sua Alteza Imperial e Real (SAIR) Antonio João Maria José Jorge Miguel Rafael Gabriel Gonzaga de Orleans e Bragança é o sétimo filho de S.A.I.R. Príncipe D. Pedro Henrique de Orleans e Bragança e de S.A.I.R. a Princesa D. Maria da Baviera de Orleans e Bragança. Ele é bisneto da Princesa Isabel, trineto de D. Pedro II., tetraneto de D. Pedro I, e irmão e segundo sucessor de S.A.I.R. o Príncipe D. Luiz de Orleans e Bragança, atual Chefe da Casa Imperial do Brasil.

Brasileiro, nascido em Rio de Janeiro a 24 de Junho de 1950, casou-se em 25 de setembro de 1981 com S.A. D. Cristina de Ligne, nascida em Beloeil (Bélgica) em 11-VIII-55, filha do Príncipe Antônio de Ligne e da Princesa Alice de Luxemburgo. Do feliz matrimonio nasceram-lhe quatro filhos: D. Pedro Luiz, Da. Amélia, D. Rafael e Da. Maria Gabriela.É diplomado em Engenharia Civil, Área de Projetos de Grandes Estruturas, pela Universidade de Barra do Piraí, ligada ao complexo da Companhia Siderúrgica Nacional, em 1976.

Com informações do Portal da Monarquia (Org.)"

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Sucesso no lançamento do livro "Dom Luís de Orleans e Bragança - Peregrino de impérios", em São Paulo

Em 3 de novembro foi lançado o livro “Dom Luís de Orleans e Bragança – Peregrino de impérios”, em São Paulo.

A escritora Teresa Malatian com sua obra

Ao evento, na Livraria Cultura do Conjunto Nacional, comparecem grande número de leitores, monarquistas e demais interessados na História. Estiveram presentes, entre outras pessoas de enlevo, os Srs. Gustavo Cintra do Prado e Luiz Augusto da Silva Franco, representantes da Casa Imperial do Brasil e o escritor Armando Alexandre dos Santos, autor da biografia de S.A.I.R., o Príncipe Dom Pedro Henrique.

Aguarda-se o lançamento no Rio de Janeiro, que deve ocorrer em breve.   

Teresa com Gustavo Cintra do Prado

A escritora com Luis Augusto da Silva Franco

Suecesso total: Teresa Malatian autografa sua obra

ATENÇÃO


Em caso de cópia do material exposto: considerando a lei 9610/98, o plágio é crime. As obras literárias e fotográficas existentes neste espaço são de uso exclusivo do Blog Monarquia Já. Ao copiar qualquer artigo, texto, fotografia ou assemelhado, o Blog Monarquia Já deve, obrigatoriamente, ser citado.

Contador de visitas mundial


contador gratis

Contador de visitas diárias


contador gratis

  © Blogger template 'Isfahan' by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP